Archive for abril, 2019

Aparelho autoligado: descubra as diferenças entre este e o aparelho comum!

Aparelho autoligado X Aparelho convencional!

Seu dentista chega com a notícia de que você terá que usar um aparelho nos dentes. Este é um momento de muitas dúvidas e expectativas.

Sendo assim, é hora de se informar e conhecer todos os tipos de aparelhos que podem ser usados no seu caso, os benefícios e restrições, para fazer a escolha correta.

Caso o seu problema seja o alinhamento imperfeito dos dentes, você terá a opção de escolher um aparelho fixo convencional ou aparelho ortodôntico autoligado.

Você conhece as diferenças? Vamos explicar!

Aparelho fixo convencional

Neste tipo de aparelho, nota-se a presença das ligaduras elásticas (todos conhecem aquelas famosas borrachinhas coloridas não é?).

Essas ligaduras têm uma grande desvantagem, você precisará de disciplina no momento da higienização, já que resquícios de alimentos podem se prender entre as peças e facilitar o aparecimento de cáries ou de gengivite.

Fique atento ainda à cor da ligadura. As mais claras podem ficar manchadas com o passar do tempo.

Ao escolher este tipo de aparelho, o paciente precisará voltar mensalmente ao ortodontista para manutenção, já que o atrito causado pela borracha pode reduzir a tensão necessária para o alinhamento perfeito dos dentes.

Aparelho autoligado

No aparelho autoligado não há a presença das ligaduras elásticas para a fixação do fio ortodôntico. Isso porque os braquetes (que são os pontos de aplicação da força necessária para o realinhamento dos dentes) possuem um sistema de clip que segura o fio dentro dele mesmo.

Este é o princípio da ortodontia autoligada.

Para os adolescentes, pode até parecer uma desvantagem, semas borrachinhas presas aos braquetes autoligados vai deixar o aparelho menos colorido. No entanto, quando  notarem que aparelho ortodôntico autoligado a higienização é bem simples, com certeza não reclamará.

Tempo de tratamento

Seja um aparelho convencional ou um autoligado, o tempo de duração do tratamento depende necessariamente do comprometimento do paciente.

Seguir o processo de higienização e fazer as visitas de manutenção no tempo determinado vão evitar atrasos.

Existe diferença entre aparelho estético e aparelho invisível?

Entenda as características e a funcionalidade de cada um desses tipos de aparelho.

Essa é uma dúvida bem comum e a resposta é bem simples. Existem algumas similaridades, afinal, ambos são aparelhos ortodônticos. Mas definitivamente existem sim diferenças entre o aparelho estético e o aparelho invisível.

Para entendermos melhor essa resposta, é necessário conhecermos um pouco mais sobre as características e os benefícios de cada um destes tipos de aparelho.

O aparelho estético

O aparelho ortodôntico fixo estético é uma versão mais discreta do modelo fixo metálico. O funcionamento é exatamente idêntico. Ou seja, o aparelho estético também usa uma série de pequenos braquetes, que “moldam” a posição desejada dos dentes, fazendo com que eles assumam um novo posicionamento.

A diferença está no material usado para a fabricação dos braquetes. Enquanto no modelo fixo tradicional eles são metálicos, no modelo estético os braquetes são feitos de policarbonato, porcelana ou safira. Quando estes braquetes são autoligados, ele é um tipo de aparelho ortodôntico autoligado.

Por causa do material usado no aparelho estético, é possível fazer com que os braquetes tenham diversas cores. Dentre elas, inclusive, a cor do dente ou transparente, deixando aquele sorriso metálico para o passado.

Aparelho Invisível

Ele também é conhecido como aparelho alinhador e tem como função o alinhamento dos dentes. A grande vantagem é que ele é bastante discreto. Por isso, é conhecido como aparelho invisível.

Os alinhadores transparentes são fabricados com acetato transparente e tem a aparência muito próxima das placas de clareamento dentário, no entanto são mais rígidos. O aparelho invisível é parecido com a placa de bruxismo e, além da diferença visual, ele não corrige problemas mais graves.

Explicando melhor, ele é uma pequena película transparente e removível. O fato de ser possível removê-lo é um grande benefício, já que o paciente tem grande liberdade para se alimentar e escovar os dentes ou mesmo viver os eventos sociais de forma mais confortável.

Diferenças na higienização

A higienização de um aparelho estético é bem mais complicada do que a de um aparelho invisível. Isso porque o usuário precisará de mais tempo para fazer a limpeza rigorosa entre os braquetes e demais componentes do aparelho. É recomendável o uso de uma escova de dentes ortodôntica e um passa fio dental para auxiliar na limpeza.

Quando ele é usado por crianças, é muito difícil que elas tenham toda a destreza necessária para fazer a higienização perfeita. Portanto, elas vão precisar na maioria dos casos da ajuda do pai, da mãe ou de um adulto responsável.

Já quando falamos de higienização para o aparelho invisível, tudo se torna mais fácil. Basta retirá-lo e fazer a limpeza. Depois, escovar os dentes e passar o fio dental antes de colocá-lo de volta.

A grande desvantagem do aparelho invisível é que ele não é recomendável para casos mais complexos. Pacientes com problemas mais severos de oclusão não estão aptos a usar este tipo de aparelho. Outro problema, principalmente quando se trata de crianças, é que ele é tão discreto que o risco de perdê-lo é grande.

Tem mais dúvidas ou sugestões? Entre em contato conosco e deixe o seu recado!

Aparelho autoligado estético: descubra 5 motivos para investir neste tratamento!

Apesar de ser uma opção com valor diferenciado em comparação a outros aparelhos, o aparelho autoligado estético traz muitas vantagens!

Se engana, e muito, quem pensa que um aparelho ortodôntico é coisa de adolescente. É cada vez mais comum o uso por adultos, afinal, os benefícios são muitos. Pode-se melhorar a fala, a mastigação, a digestão e ainda ter um sorriso mais bonito após o tratamento.

A indústria entendeu a necessidade e tratou de encontrar soluções que tornam o aparelho muito mais discreto, seja para adultos ou para adolescentes. Por isso, foram introduzidos novos materiais como a safira e a porcelana tornam o aparelho autoligado estético quase que transparente. Por isso, trazem grandes vantagens estéticas para quem o escolhe.

Há casos, inclusive, em que o aparelho autoligado é mais recomendado. Por exemplo, quando há necessidade de expansão da arcada dentária. Outros problemas muito bem atendidos por este tipo de aparelho são a mordida cruzada ou aberta, casos de alinhamento dos dentes, alterações ósseas, entre outras.

O blog do consultório da doutora Luciana Pupo selecionou cinco benefícios do aparelho ortodôntico autoligado que podem fazer com que um paciente opte por ele antes do início do tratamento. Confira!

1) O aparelho quase não é percebido

A questão estética já afastou muita gente de um tratamento. Não querer passar longos meses com o sorriso metálico característico dos aparelhos de antigamente era muito comum. Hoje, a realidade é outra e dá para encarar o tratamento com um aparelho que quase não é percebido no dia a dia.

2) Não perde nada para a versão metálica

A tecnologia da ortodontia autoligada faz com que o aparelho autoligado estético não perca absolutamente nada em termos de eficiência comparado com a versão fixa convencional. Ou seja, ao final do tratamento, o resultado será tão bom quanto o apresentado por um aparelho convencional.

3) Ao contrário, têm vantagens!

O resultado final é o mesmo, mas é mais rápido. Segundo pesquisas, o tempo de tratamento com aparelhos autoligados pode ser até 80% menor do que o aparelho fixo convencional.

4) Apresenta alta resistência

Claro que existem cuidados a serem tomados, como evitar alimentos muito duros. Mas em geral a resistência de aparelhos confeccionados com safira ou porcelana não perde nada para outros tipos de materiais usados nos aparelhos convencionais.

5)Mantêm-se transparente

Os materiais com os quais o aparelho autoligado estético é feito mantêm a transparência por bastante tempo e, com alguns cuidados, resistirão sem manchas até o fim do tratamento.

Entre estes cuidados estão a higienização sempre perfeita e ainda é preciso evitar alimentos com muitos corantes (naturais ou não), vinho tinto, café, curry, açaí, refrigerantes e cervejas. E, é claro, o cigarro que já é inimigo da saúde, também pode causar manchas.

_

Tem dúvidas? Entre em contato conosco! O consultório da doutora Luciana Pupo é sinônimo de excelência em ortodontia em Sorocaba e tem todas as tecnologias necessárias para um perfeito diagnóstico de um problema nos dentes e as soluções de tratamento para eles. Quanto ante um eventual problema é diagnosticado, mais rapidamante ele pode ser resolvido. Não adie o início do seu tratamento!

Conheça 5 benefícios do aparelho ortodôntico autoligado

Listamos as melhores vantagens do aparelho ortodôntico autoligado em relação ao modelo convencional.

Se você está iniciando um tratamento com um aparelho ortodôntico, vai ter como primeiro passo a escolha do aparelho. Caso você tenha dúvidas entre a escolha de um aparelho fixo convencional ou um aparelho ortodôntico autoligado, é fundamental conhecer os benefícios que este segundo tipo tem.

Aqui é importante ressaltar que os dois tipos vão te levar até o objetivo final. Mas o percurso pode ser bem menos espinhoso com o aparelho ortodôntico autoligado, afinal, ele é mais moderno. Listamos neste post cinco benefícios que ele tem em relação a um modelo fixo convencional. Vamos lá!

1) Permite maior movimentação

A ortodontia avançada criou uma tecnologia que permite que o modelo autoligado tenha maior poder de fazer a movimentação necessária para a correção dos problemas dentários. Explicando melhor: ao contrário do que acontece nos aparelhos convencionais, os braquetes autoligados têm um atrito reduzido, possibilitando o uso de forças mais suaves para a movimentação desejada. Isso significa maior conforto ao paciente que está submetido ao tratamento.

2) Ele é bem mais estético

Mais uma característica relacionada à tecnologia. Como o aparelho autoligado não precisa das famosas borrachinhas, ele tem um designe bem mais limpo e discreto. Quer dizer que ele não vai chamar tanta atenção no dia a dia. É um tratamento aliado da estética e da saúde!

3) Proporciona mais higiene

Quem já usou um aparelho fixo convencional sabe bem a dificuldade de fazer a mais completa higienização. O aparelho ortodôntico autoligado, justamente pela ausência das borrachinhas, é mais simples e torna a higienização bem mais rápida e simples, evitando assim o aparecimento de cáries ou placas nos dentes.

4) O tratamento é mais rápido

O modelo autoligado proporciona o tratamento mais rápido do que com o convencional. Este benefício também está ligado à possibilidade de se usar forças diferentes das que o aparelho convencional proporciona. Existem pesquisas que indicam que o tempo de uso do aparelho pode cair até 80% quando se usa o aparelho ortodôntico autoligado em vez do aparelho fixo convencional.

Cabe aqui dizer que um resultado mais rápido depende necessariamente de um grau elevado de comprometimento do paciente. Se as visitas de manutenção não forem feitas corretamente, se a higienização perfeita não for um hábito, este tratamento, consequentemente, também sofrerá com atrasos.

5) Menos visitas ao dentista

Quando se usa um aparelho convencional, deve-se fazer uma visita mensal ao ortodontista para que ele possa fazer a manutenção adequada no aparelho. Já quando o paciente usa o parelho autoligado, as visitas podem ser feitas a cada 60 dias. Este maior espaçamento é possível porque a ligação do braquete com o fio ortodôntico fica ativa por mais tempo. Em outras palavras, o aparelho fica “apertado” por mais tempo que o aparelho convencional, resultado da diminuição do atrito.

Saiba muito mais

Em Sorocaba, o consultório da doutora Luciana Pupo é reconhecido por sua excelência no atendimento e nos tratamentos oferecidos. Se você tem dúvidas ou deseja um diagnóstico de como estão os seus dentes, faça uma visita!

Qual é o processo de tratamento do paciente que escolher o aparelho ortodôntico autoligado?

Tire suas dúvidas sobre o uso do aparelho ortodôntico autoligado.

Quem é diagnosticado com um problema dentário que precisa ser resolvido com aparelho, tende a ficar preocupado. Afinal, são muitas dúvidas que passam pelas nossas cabeças em um momento como este.Vai doer? Vai ficar muito caro? Quantas vezes precisarei visitar o dentista para a manutenção do aparelho ortodôntico? O primeiro passo no tratamento é conversar muito com o ortodontista e tirar todas as dúvidas. Conhecendo o problema e visualizando a solução, o tratamento vai ser bem mais tranquilo. É nesta etapa que o paciente vai escolher a qual tipo de tratamento se submeter. Usar um aparelho convencional ou um aparelho ortodôntico autoligado?

Depois de tirar as dúvidas e fazer a escolha, o próximo passo é se comprometer muito com o tratamento. Conhecer cada uma das etapas deste tratamento é fundamental para que o paciente possa superá-las da forma mais natural possível.

Quanto tempo dura o tratamento?

Isso depende diretamente dos dois fatores citados acima: escolha do aparelho e comprometimento do paciente.

O tratamento dura cerca de 2 anos e meio, porém, o aparelho ortodôntico autoligado apresenta resultados mais rápido.

Seguir as orientações do ortodontista, manutenção no tempo correto e higienização, são fatores que também vão acelerar a resultado final.

E quais são as etapas deste tratamento?

  •         Montagem do aparelho – Após a escolha do aparelho, é claro, o profissional responsável pelo seu tratamento deverá fazer a montagem do aparelho ortodôntico autoligado. Não se preocupe com esta etapa: a montagem é rápida e não dói! É composta pela preparação a boca, uma profunda higienização, aplicação do adesivo, auxilia na colocação dos braquetes, colagem dos braquetes e, por fim, a remoção do excesso de resina e a instalação do fio ortodôntico.
  •         Alinhamento e nivelamento dos dentes – É a etapa em que o aparelho ortodôntico autoligado exercerá a força necessária para a correção no posicionamento dos dentes. Deve haver desconforto, em especial nos primeiros dias do tratamento.
  •         Encaixe da oclusão –  Esta é a etapa mais demorada do tratamento e é quando o ocorre o encaixe da oclusão (mordida) e engrenamento correto dos dentes. O ortodontista pode, em algum momento desta etapa, usar elásticos, molas ou outros fios em conjunto com o aparelho para atingir plenamente os resultados esperados.
  •         Finalização estética – É uma espécie de ajuste fino. Após as etapas anteriores, busca-se fazer movimentos mais delicados para que a mordida fique perfeita e os dentes plenamente alinhados ao fim do tratamento.
  •         Contenção – Finalmente é chegada a hora da retirada o tipo de aparelho ortodôntico autoligado que você usou por bastante tempo. Mas, antes do fim do tratamento, ainda é necessário usar um outro aparelho, de contenção, para fixar os dentes na posição desejada.

Quer saber mais sobre a ortodontia autoligada? Entre em contato conosco e marque a sua consulta!

Expansor palatino móvel: para que serve e quando usar?

Entenda as características do expansor palatino móvel, um tipo de aparelho ortodôntico menos conhecido, mas muito importante!

Existem vários problemas dentários que podem ser corrigidos com o uso de um aparelho. Então, nada mais lógico que também existam vários tipos de aparelho ortodônticos. Entre os mais conhecidos estão o aparelho fixo, o aparelho ortodôntico autoligado, os alinhadores e o lingual. O que muita gente ainda desconhece é o expansor palatino móvel.

O blog do consultório da doutora Luciana Pupo aborda neste post justamente o expansor palatino móvel. Quais são suas características? Para que serve? Quando ele é necessário e quais são os seus benefícios? Acompanhe!

O que é o expansor palatino móvel?

Antes de responder essa pergunta, precisamos entender que muitas pessoas apresentam arcadas dentárias bastante estreitas. O tamanho da arcada pode ocasionar um apinhamento dentário e ainda mordidas cruzadas, já que não há espaço suficiente para os dentes. É aí que entra o expansor palatino móvel.

Este tipo de aparelho pode ser móvel ou fixos, com ou sem acrílico. Todos os tipos têm o modo de funcionamento em comum: eles possuem um parafuso que, ao ser aberto, é o que vai causar o alargamento do palato (o céu da boca).

Para que serve o expansor palatino móvel?

Sua função é alargar o palato, ou seja, abrir espaço para que os dentes caibam na arcada e fiquem bem alinhados. O tempo de uso do aparelho vai depender da necessidade de se alcançar a quantidade ideal do espaço. É claro, que para se definir o tamanho do aparelho e o tempo que será usado, é necessário consultar um bom profissional de ortodontia.

Quando há falta de espaço no céu da boca de adultos, em muitos casos, é necessária uma cirurgia para resolver o problema. Assim, o ideal é que o problema seja diagnosticado ainda na infância e que o tratamento comece o mais cedo possível.

Quais são os benefícios do uso do expansor paladino móvel?

Quem tem o palato muito estreito pode até não saber, mas este tipo de formação traz enormes incômodos que podem ser resolvidos com o uso do expansor paladino móvel. Os benefícios podem aparecer ainda nos primeiros dias com aparelho nos dentes.

  •         Melhora a fala – Com o palato alargado, a tendência é de quer o paciente tenha também uma melhora de dicção. Em um primeiro momento, até que ele se adapte ao aparelho, pode até haver uma maior dificuldade de fala, mas com o passar do tempo esta melhora será notada.
  •         Manter a dentição – Em alguns casos, quando o palato é muito estreito, há a necessidade de extração de um ou mais dentes para que o espaço ideal seja liberado. No entanto, com o uso do expansor, há a possibilidade de manter a dentição completa.
  •         Melhora na mastigação – Uma das funções do expansor é corrigir a mordida cruzada. Uma vez corrigido este problema, há melhor na mastigação, eliminando dores no maxilar e até melhorando a digestão.
  •         Abra o seu sorriso! – Além de todas as vantagens funcionais, o melhor alinhamento dos dentes deixar o paciente com um sorriso mais bonito, com todos os dentes alinhados.

Se você tem dúvidas ou deseja um diagnóstico de como estão os seus dentes, faça uma visita!

5 riscos de não fazer a manutenção do aparelho ortodôntico

Qual a importância da manutenção do aparelho ortodôntico?

A manutenção do aparelho ortodôntico, é fundamental para se ter um tratamento bem sucedido.

Os aparelhos fixos, que têm o fio preso por borrachinhas, necessitam de visitas mensais para a manutenção. Isso porque as borrachas tendem a perder sua força.

Já o aparelho ortodôntico autoligado, as visitas ocorrem em intervalos de no máximo 60 dias. O tempo maior entre as manutenções é por causa deste tipo de aparelho, no qual a força aplicada predomina por mais tempo sobre os dentes.

E o que acontece se a manutenção adequada não for feita? Vejamos aqui cinco riscos que o paciente vai correr neste caso:

1) Atraso nos resultados

Sem a manutenção do aparelho ortodôntico, os resultados vão demorar mais a aparecer. Já sabemos que o resultado depende da força adequada exercida sobre os dentes e se não estiver sendo exercida, é claro que o tratamento vai demorar mais. Quanto mais demora, mais dinheiro gasto, ou seja, vira um problema também para o bolso!

2) Crescem as chances de haver cárie, gengivite (sangramento e inchaço na gengiva)

Mesmo quando falamos sobre aparelho ortodôntico autoligado, estamos falando sobre um elemento externo que está acoplado ao nosso corpo. E mais: é um elemento que exerce pressão sobre a nossa boca. A demora no tratamento causa um relaxamento na higienização do aparelho, o que pode acarretar em cárie e também gengivite.

3) Dentes podem voltar à posição anterior

Sim, apesar de todo o trabalho, sem a manutenção e a renovação da força aplicada sobre a arcada, os dentes podem voltar à posição anterior.

Neste caso, será necessário recomeçar tudo de novo, gerando um retrabalho e mais gastos desnecessários.

4) Dentes podem assumir posições aleatórias        

A manutenção do aparelho ortodôntico é necessária para atingir o correto posicionamento dos dentes.

Sem ela, não temos controle da força aplicada sobre a dentição, isso quer dizer que os dentes podem assumir uma posição completamente diferente daquela planejada.

5) Algum dente pode amolecer e até mesmo cair

Este é um quadro que realmente preocupa, em algum momento do tratamento os dentes podem até ficar moles porque estão assumindo uma nova posição, porém é tudo controlado pelo ortodontista.

Porém, se não houver manutenção periódica, os dentes podem ficar soltos, com a raiz fora da maxila e presos apenas pelo aparelho.

Comprometimento é a palavra chave

Não adianta se submeter a um tratamento com aparelho ortodôntico sem sem se comprometer com às orientações passadas pelo ortodontista ou ainda com a manutenção.

Muito pior, você pode ter alguns incômodos  e no final das contas, pode piorar um problema já existente. Fuja dessa armadilha!!!

Até a próxima!!!

O que é ortodontia avançada e o que ela pode fazer pelo seu sorriso?

A ortodontia avançada pode melhorar muito sua vida! Veja como.

Para começarmos a responder a pergunta do título deste post é necessário saber que existem grandes diferenças entre ortodontia e odontologia. Então, vamos entender um pouco melhor estes dois conceitos.

Odontologia x Ortodontia

Todos conhecemos muito bem a figura do dentista, certo? Ele é um profissional de odontologia e atua na prevenção de doenças dentárias e sistêmicas. Em especial, quando há manifestação oral de doenças como câncer, leucemia, disfunção da articulação temporomandibular, entre outras. Além disso também pode atuar na estética dentística e na reabilitação oral como prótese dentária e implantes.

O dentista exerce suas atividades de acordo com sua especialidade. Ela pode ser prótese dentária, endodontia, periodontia, ortodontia e ortopedia facial, implantodontia, cirurgia bucomaxilofacial, disfunção temporomandibular e dor orofacial, odontogeriatria, dentística, odontopediatria.

Existe um ramo dentro da odontologia que previne ou trata o posicionamento irregular dos dentes. É a chamada ortodontia, que pode te ajudar a ter um sorriso mais bonito e mais qualidade de vida!

Como a ortodontia pode ajudar?

Como falamos anteriormente,  o significado da palavra ortodontia é: “ramo da odontologia que previne ou trata o posicionamento irregular dos dentes”.  Isso é verdade, mas precisamos ampliar este conceito. As posições irregulares dos dentes podem ser causadas por diversos motivos. Dentre eles estão a hereditariedade, perda prematura dos primeiros dentes, alimentação inadequada, o hábito de chupar o dedo quando criança ou ainda por outros maus hábitos.

Quando os dentes ficam fora da posição adequada, eles impedem que as crianças mastiguem a comida corretamente. Isso pode prejudicar sua aparência e ocasionar perda de autoestima. Além de também ocasionar problemas de fala e ainda maior propenção a cáries ou doenças de gengiva.

O profissional de ortodontia está apto a fazer o diagnóstico mais exato do problema e sugerir as melhores opções de tratamento. Em geral, é indicado o uso de um tipo de aparelho para corrigir as irregularidades. Isso porque os aparelhos movem os dentes para seus lugares próprios, aplicando uma pressão suave sobre eles.

E o que é ortodontia avançada?

Para devolver a harmonia perfeita do sorriso, da função mastigatória e estética dental é indispensável a integração de diversas especialidades. Entre elas podemos citar a periodontia, ortodontia, prótese, implante; além de otorrinolaringologista e fonoaudióloga.

O planejamento do seu caso conta com a visão e a integração de profissionais de todas essas áreas multidisciplinares. Por isso, resulta em um tratamento abrangente, eficaz e duradouro.

A ortodontia avançada então é uma junção de vários conhecimentos em prol do melhor tratamento ortodôntico dos dentes.

Saiba muito mais

Se você tem um dos problemas citados aqui, dúvidas sobre o uso de aparelhos ortodônticos, possibilidades de tratamentos ou outros, siga navegando pelo blog. Você encontrará muitas 

Também entre em contato com o consultório da doutora Luciana Pupo, referência em eficiência nos tratamentos ortodônticos em Sorocaba e toda a região. Marque uma consulta. Quanto mais rapidamente você procurar uma solução, mais veloz será a solução para o seu problema.

Page 2 of 2
1 2

Contato

Comece e termine seu dia com um sorriso! ©

Horário de Atendimento Telefônico:

Segunda a Sexta: 09h às 12h e 13h30 às 17h

(15)99115-7271
(15)3233-8164
(15)3011-1925

Av. Washington Luiz, 1222 - Sala 08 Piso Superior
Sorocaba - SP Condomínio Vitória Office

[email protected]